quarta-feira, 8 de março de 2017

Vacina HPV também para os meninos.

A vacina contra o HPV está incluída no calendário nacional de vacinação desde 2014, mas só para as meninas. Agora, os meninos também podem se vacinar gratuitamente. O Ministério da Saúde anunciou no início deste ano que a vacina vai ser estendida aos meninos de 12 a 13 anos, através do SUS em postos de vacinação de todo Brasil. Essa é realmente uma ótima notícia! Mas você sabe para que serve essa vacina?



O que é o HPV?


O HPV é um vírus altamente contagioso, transmitido entre as pessoas principalmente através da relação sexual.  A infecção é muito frequente, mas transitória, regredindo espontaneamente na maioria dos casos; porém, persistindo a infecção,  pode ser responsável por câncer de colo do útero, de pênis, ânus, garganta e causar verrugas genitais.

Estudos realizados em outros países mostram que a inclusão dos meninos na vacinação, além de protegê-los, também contribui para a diminuição do câncer de colo de útero das mulheres, já que minimiza a circulação do vírus na população.

E quais as mudanças na vacinação contra o HPV em 2017 pelo SUS?


Para você que tem um filho ou filha com 9 anos ou mais, saiba que é muito importante já vacina-lo a partir dessa idade. Segundo o Ministério da Saúde, ela é mais eficaz para adolescentes antes do seu primeiro contato sexual, porém deve ser dada mesmo em quem já teve a iniciação e também para quem já foi infectado pelo vírus.  A vacina já é disponível na rede particular há alguns anos de forma mais ampla; na rede pública havia algumas restrições que serão modificadas esse ano. As principais mudanças são:
  • As duas doses que eram dadas para as meninas entre 9 e 13 anos, passa agora para 9 a 14 anos;
  • Os meninos, que antes não recebiam, agora serão incluídos no programa, com 2 doses entre 12 e 13 anos.
Fiquei sabendo que o Brasil é primeiro país da América do Sul a oferecer a vacina contra o HPV para meninos em programas nacionais e que, até 2020, a faixa etária será ampliada gradativamente até atingir os meninos a partir do 9 anos também.

E aí, vamos proteger nossos pequenos?


Um beijo,
Adri.

Fontes de pesquisa:

g1.globo.com
www.mihavida.com.br
www.brasil.gov.br
portalsaude.saude.gov.br
agenciabrasil.ebc.com.br